BATALHA ESPIRITUAL

A-BATALHA-ESPIRITUALFazer a obra de evangelista, querer ver o mundo todo salvo, servir a Cristo, é atacar diretamente o inimigo, Satanás.
Porém Satanás, não quer perder terreno e, então, procura enganar os cristãos, mantendo escondido o conceito da batalha espiritual que mais lhe incomoda, que é a conquista dos povos ainda não alcançados.
Muitos livros falam de batalha espiritual no âmbito das dificuldades espirituais individuais dos crentes. Poucos têm percebido que a batalha espiritual mais eficaz é aquela que tira vidas das mãos de Satanás e ganha terreno para o reino de Deus.
Ouço muito falar de vitória na vida pessoal, de libertação das obras malignas, de cânticos de guerra, de armas de vitória, mas sempre em relação ao crente como indivíduo. O povo precisa abrir os olhos e ver que Satanás o está enganando, não permitindo que veja o aspecto mais amplo e mais eficaz da batalha, que é avançar no terreno do inimigo e saquear-lhe os bens.
De acordo com a Bíblia quem não tem Cristo pertence a Satanás (Mt 13:38) e logicamente, quando você começa a evangelizar uma pessoa, o inimigo não vai gostar e fará tudo para não perder a vida que está em seu domínio. Você já tentou tirar um osso da boca de um cão faminto? Que tal tirar a carne de um leão faminto? Saiba, então que quando você decide servir a Cristo, fez uma declaração de guerra
contra Satanás, mas a vitória já está garantida por Jesus. Aleluia!
A Bíblia apresenta alguns aspectos dessa batalha. Em Colossenses 1:13, ela diz: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor”. Veja a obra maravilhosa que Cristo fez por nós: outrora estávamos no império das trevas, cegos espiritualmente, longe de Deus, sem esperança, escravizados, cheios de medo, sem saber nada sobre o futuro, sob o domínio de Satanás. Mas Deus, por sua grande misericórdia, libertou-nos do império das trevas e transportou-nos para o reino de Cristo. Que grandiosa salvação! Aleluia! Mas como isso se deu? Foi quando alguém orou por nós e mostrou-nos a verdade do evangelho.
Portanto, quando saímos para pregar ou desejamos fazer a obra missionária, devemos entender que estamos resgatando vidas do reino de Satanás, levando-as para o reino de Cristo.
Observe, ainda, outros versículos interessantes das escrituras, em Atos 26:16-18: “Mas levanta-te e firma-te sobre teus pés, porque por isto te apareci para te constituir ministro e testemunha, tanto das cousas em que me viste como daquelas pelas quais te aparecerei ainda; livrando-te do povo e dos gentios, para os quais eu te envio, para lhes abrir os olhos e convertê-los das trevas para a luz e da potestade de Satanás para Deus, a fim de que recebam eles remissão de pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim”.
Neste trecho, o apóstolo Paulo está dando testemunho de sua salvação e chamada missionária. Note que, no versículo 18, ele fala das implicações e da realidade desta obra. Ele foi enviado para 1) abrir-lhes os olhos; 2) convertê-los das trevas para a luz; 3) convertê-los da potestade de Satanás para Deus. Observe que o versículo explica o propósito: a fim de que recebam remissão de pecados e herança entre os que são santificados. Em outras palavras, para que recebam a salvação, que é o fato de sermos transportados do poder de Satanás para as mãos de Deus. Por isso estamos numa batalha espiritual. A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno. Portanto, o trabalho de evangelização é uma batalha que arranca vidas das garras de Satanás, transportando-as para as mãos de Cristo.

I – A NOSSA POSIÇÃObatalha_espiritual

Para enfrentar essa batalha precisamos, antes de qualquer coisa, saber qual é a nossa posição espiritual, para termos ousadia, coragem e enfrentar o inimigo. Muitos de nós nos sentimos impotentes e incapazes para a luta; por isso, precisamos entender o que a Bíblia fala sobre a nossa posição. Em Efésios 1:19-22, encontramos as seguintes afirmações:
Observe que a Bíblia está falando a respeito do poder do Espírito Santo, que ressuscitou a Cristo. Veja no versículo 20 a posição dele: após a ressurreição, Deus o colocou sentado à direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e domínio, e poder, e submeteu tudo aos seus pés. Aleluia, pois Jesus
Cristo é o dominador de todas as coisas; portanto ele controla o poder de Satanás. Há muitos crentes com uma visão espiritual errada, pensando que existe uma luta entre Deus e o Diabo. Alguns dizem que neste mundo existem as forças do bem, comandadas por Deus, e as forças do mal comandadas pelo Diabo, e que elas estão lutando entre si. Nunca! Jamais! Isto é mentira satânica!
Quem é o diabo para enfrentar o grande, eterno e incomensurável poder de Deus? Deus está sentado no trono, pois é o rei de toda a terra. Ele comanda. Ele domina. Se você ler o livro de Jó vai logo descobrir que, para Satanás tentá-lo, precisa pedir permissão para Deus. Se Satanás pudesse fazer o que quer, não existiria igrejas, nem missionários, nem pregadores, nem crentes.
Você está em um zoológico com sua família, você vê vários animais e de repente, ouve um grande ruído e corre junto com seus filhos para ver mais de perto o que acontece, e depara com o leão urrando e andando de um lado para o outro na jaula. Ele está nervoso, talvez faminto. Do lado de fora, crianças brincam sossegadamente, algumas o provocam. Naquele momento, Deus fala ao nosso coração “Satanás está assim. Muitas vezes faz barulho, pula, ameaça mas não pode pegá-lo porque eu tenho o controle da jaula Aleluia! Deus está no comando.
Deus segura e controla Satanás e todos os espíritos malignos. Essa é a posição de Cristo.
Mas veja agora, na continuação desse assunto, a Epístola de Efésios, capítulo 2. Logo adiante, Paulo está dizendo que andávamos segundo o curso deste mundo, segundo os desejos da nossa carne, dirigidos pelo diabo; por isso estávamos mortos em delitos e pecados, mas nos deu nova vida em Cristo V.6.Compare os dois versículos. Afirma-se, em 1:21, que Jesus ressuscitou e foi colocado assentado à direita do Pai, nos lugares celestiais. Nós também ressuscitamos e estamos assentados nos lugares celestiais em Cristo, o que quer dizer que estamos também acima de todo domínio, e principado, e potestade, etc. Aleluia! Esta é a posição do crente: ressurreto com Cristo, assentado nos lugares celestiais, acima de tudo.
Dessa forma, o crente tem poder para dominar Satanás, expulsar demônios e exercer autoridade sobre toda obra maligna. Mas, infelizmente, muitos crentes não sabem disso e vivem derrotados na vida cristã, sem discernimento, e nem sequer imaginam que estão numa batalha espiritual. Por outro lado, há pastores que não sabem o que é isso, não acreditam em demônios, dizem que se trata de manifestações de histeria ou de ataque epiléptico. Ouvi falar de uma igreja onde, diante da manifestação de um demônio, o pastor mandou que levassem a pessoa à farmácia e lhe aplicassem uma injeção “sossega leão”. Além disso, muitos crentes não expulsam demônios porque dizem, isso é para os que têm um Dom especial. Nunca li na Bíblia nada a respeito desse Dom de expulsar demônios.
Por outro lado, Jesus Cristo afirmou:
“Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios…” Mc. 16:17
O Espírito Santo dá poder a todo crente para realizar as mesmas obras que Cristo realizou, incluindo a expulsão de demônios. É preciso Ter fé e pôr em prática a Palavra de Deus. Se você é crente então pode expulsar demônios. Lembro-me de uma ocasião em que um irmão da igreja telefonou para o pastor Edison Queiroz pedindo que fosse à sua casa, pois alguém lá estava possuído por um demônio, e
ele queria que o pastor o expulsasse. Disse o pastor: Não vou. O irmão argumentou: – Mas pastor, eu nunca expulsei demônios na minha vida. – Irmão, sempre há a primeira vez. – Por favor, pastor venha. – O irmão é realmente crente?
- Claro pastor. – O irmão tem Jesus no coração? – Sim pastor, eu tenho Jesus. – Então vá e expulse o demônio em nome de Jesus Cristo.
Aquele irmão desligou o telefone, e o pastor começou a orar por ele. No Domingo, ele chegou à igreja todo alegre e sorridente, dizendo: – Pastor, muito obrigado porque o irmão não foi à minha casa; eu mesmo expulsei o demônio. Ele me obedeceu e saiu em nome de Jesus Cristo.
Se você é crente e se Cristo controla sua vida, saiba que está nesta posição espiritual, acima de todo poder de Satanás, e pode exercer autoridade e expulsá-lo em nome de Jesus.

II – A NOSSA ARMADURA
Roman-Soldier
Efésios 6:10-20
Neste trecho da Palavra de Deus, Paulo apresenta-nos a armadura de Deus. No verso 12, a Bíblia afirma que a nossa luta não é física, mas espiritual. Há muita gente tentando expulsar demônios pela força física, pelo muito gritar ou pela repetição de frases. Saiba que a luta está no âmbito espiritual; logo, temos de nos revestir da armadura de Deus, mas antes temos de estar fortalecidos no poder do
Senhor; então vestiremos a armadura e estaremos prontos para a batalha.
a) “…cingindo-vos com a verdade” V.14 Esta é a figura muito usada pelo apóstolo Paulo, no sentido de estarmos revestidos de Cristo. Cristo é a verdade, e poderemos enfrentar Satanás somente se estivermos firmados na verdade, que é Cristo, tendo certeza da nossa salvação, baseados num encontro pessoal com ele, que nos garante autoridade. Se você sabe quem é Cristo e tem certeza de que ele está em sua vida, revestido dessa verdade, poderá enfrentar o inimigo e vencê-lo.
b) “… vestindo-vos da couraça da justiça” V.14 Aqui você encontra a convicção de que já está justificado do pecado, pela fé no sacrifício de Cristo na cruz. Em Romanos 5:1, a Bíblia diz, Rom :1
A Bíblia garante, pela morte de Cristo na cruz, que aquele que o recebe e se entrega a ele fica justificado de todos os pecados, o que lhe garante a certeza da salvação. Por causa dessa convicção, você pode expulsar o acusador e exercer autoridade sobre ele, pois tem a garantia do perdão e poderá rechaçar suas acusações.
c) “Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz…” V.15 A preparação do evangelho é uma arma ofensiva e indica o nosso avanço contra o inimigo. Quando pregamos o evangelho estamos progredindo nos campos de batalha; por isso o apóstolo Paula usa a figura dos pés, para exemplificar o caminhar à frente, o ganhar terreno. Isso deve motivar cada crente a pregar o evangelho e a fazer discípulos em sua área de atuação.
d) “…embraçando sempre o escudo da fé…” V 16 O inimigo estará sempre lançando dardos contra os crentes. Estes dardos são acusações e tentações de todos os tipos e atacam as muitas diferentes áreas da nossa vida. Somente pela fé poderemos combater e anular esses dardos.
A vida cristã é vivida pela fé. Sem fé é impossível agradar a Deus. Nessa batalha espiritual, trabalhamos pela fé, e ela vem pelo conhecimento da Palavra de Deus. Portanto, quanto mais conhecermos a Bíblia, mais fé teremos e naturalmente sabemos lidar com as tentações, e o inimigo será vencido.
e) “Tomai também o capacete da salvação…” V 17 Nesse versículo, Paulo fala da salvação como capacete que protege a parte mais importante do nosso corpo, a cabeça. Um dos ataques mais freqüentes de Satanás contra os crentes é quanto `a certeza da salvação.
Diversas vezes ele coloca em dúvida a salvação dos crentes. Por isso a nossa proteção deve ser o fato de que um dia, pessoalmente, pela fé , recebemos Cristo como Senhor e Salvador; nossos pecados foram perdoados; nascemos de novo pelo Espírito Santo; nosso nome está escrito no livro da vida; o Espírito Santo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus; somos novas criaturas.
Portanto, quando o inimigo lançar sobre nós dúvidas quanto à salvação, devemos nos lembrar dos fatos que aconteceram em nossa vida quando recebemos Cristo e das promessas registradas na Palavra de Deus quanto à obra de Cristo para nossa salvação.
f) “Tomai… a espada do Espírito, que é a palavra de Deus…” V 17 O apóstolo Paulo apresenta a arma mais ofensiva, a espada, como a Palavra de Deus. Golpeamos o inimigo com a palavra de Deus. Satanás é mentiroso, e a Palavra de Deus é a verdade que sempre prevalece sobre a mentira.
Em Mateus 4, quando foi tentado, Jesus usou como arma a Palavra de Deus. Todas as vezes que o diabo lhe fazia uma sugestão, ele golpeava, dizendo: “Está escrito…” Por essa razão, o crente deve conhecer a Bíblia, estudá-la, memorizá-la, meditar nela e principalmente colocá-la em prática na vida, e assim estará golpeando o inimigo.
Finalmente, o apóstolo Paulo mostra como manejar esta armadura, ou seja, “… com toda oração e súplica…” V. 18 Sem oração é impossível a realização da obra de Deus. Não adianta você se revestir da armadura e não saber manejá-la. Assim, a oração é a base, é a alavanca propulsora para manejarmos a armadura de Deus.
Precisamos de uma vida de mais oração, pois é por meio dela que se obtêm os resultados da vitória de Cristo. É pela oração que o poder de Deus se manifesta. E orando obtemos um coração mais sensível à vontade de Deus e às necessidades do nosso próximo. Satanás treme de medo quando vê um crente de joelhos, orando.

III – A NOSSA ESTRATÉGIA
batalha espada

Para tornarmos efetiva a nossa vitória nesta batalha, precisamos de uma estratégia bem planejada e estudada. Essa estratégia já está descrita na Palavra de Deus e constitui-se dos seguintes passos:
1. Derrubar as portas do inferno – Mt 16:18
Nesse versículo, Jesus está apresentando o instrumento de Deus para a execução dos seus planos de restauração da humanidade. Jesus está dizendo: “Eu edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” , ou seja, o trabalho de Deus na restauração da humanidade começa com um ataque frontal ao inferno. A igreja é o instrumento de Deus para atacar o inferno, e o primeiro passo nessa estratégia é derrubar as portas do inferno.
Tenho ouvido interpretações erradas desse versículo, pessoas afirmando que os crentes estão dentro do templo, tremendo de medo, e Satanás está a volta, tentando entrar, mas as portas da igreja estão firmes e ele não consegue entrar. Contudo, é exatamente o contrário o que a Bíblia afirma: Satanás é quem está dentro do inferno, bem trancado, tremendo de medo do poder de Cristo manifestado na igreja, tentando segurar as vidas que estão em suas mãos. Assim, o papel da igreja é derrubar as portas do inferno e entrar lá para tirar as vidas do domínio de Satanás e levá-las para as mãos de Cristo. As portas do inferno não resistem ao poder de Cristo manifesto na sua igreja. Aleluia!
2. Amarrar o inimigo – Mc 3:27 Segundo passo na estratégia da batalha espiritual é amarrar o inimigo. No contexto desse versículo, Jesus Cristo está falando sobre Satanás e apresenta-nos a estratégia de amarrá-lo. Pela autoridade da nossa posição em Cristo, pela Palavra de Deus, pelo nome de Jesus Cristo, podemos amarrar Satanás e os espíritos malignos para, finalmente, tirarmos as vidas de suas mãos. Se estamos acima de todo domínio e poder, temos então autoridade espiritual sobre este poder. Por isso, o crente em Cristo simplesmente pode amarrar Satanás para executar a obra de Deus. Isso não quer dizer que podemos impedir a atuação de Satanás no mundo,
pois tal se dará só no final dos tempos, mas o que podemos e devemos fazer é impedir a atuação de Satanás e dos espíritos malignos especificamente sobre a pessoa ou sobre a área que estivermos evangelizando, fazendo a obra de Deus.
3. Roubar-lhes os bens – Mc. 3:27 O bom crente é um “ladrão”! E deve “roubar” muito. No versículo acima, Jesus diz que devemos amarrar o valente e saquear-lhe os bens. Quais são os bens de Satanás? São as vidas que ele tem em seu domínio. Portanto essas vidas precisam ser resgatadas. Precisamos tirá-las das mãos de Satanás e levá-las para Cristo. Isto é feito no campo espiritual.
Há muita gente tentando convencer os outros de que as doutrinas bíblicas são certas e de que somente em Cristo há salvação, pensando que se as pessoas aceitarem esses argumentos intelectuais estarão salvas. A apresentação do plano de salvação e o uso de argumentos poderão ajudar as pessoas a tomar a decisão que produzirá efeitos espirituais, porque a salvação de Cristo consiste em tirar as vidas das mãos de Satanás e transportá-las para o reino de Deus. Por isso devemos amarrar Satanás e saquear-lhes os bens.
4. Garantir os bens saqueados Após roubarmos as vidas das mãos de Satanás, estas precisam ser protegidas e garantidas para não caírem mais no domínio do inimigo.
Poderemos fazer isso de três maneiras:
a) Discipulando – Precisamos levar o novo convertido compreender a Palavra de Deus e colocá-la em prática, estará assim firmando sua vida espiritual sobre a rocha que é Cristo, e nada poderá derrubá-lo dessa posição. Daí a necessidade de alguém mais experimentado na Palavra tomar o novo convertido e, pessoalmente, ajudá-lo no crescimento espiritual.
b) Resistindo a Satanás – “Sujeitai-vos, portanto, a Deus mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”(Tg.4:7). O versículo diz que devemos primeiro estar em submissão a Deus. A nossa luta não é realizada pelas nossas próprias forças ou capacidades, mas é uma luta espiritual, em que a vitória vem do poder de Deus em nossa vida. Dessa forma, precisamos estar em inteira submissão ao Espírito de Deus, para então resistir ao diabo. Quando resistimos a Satanás e aos seus ataques, ele foge. Note que coisa interessante: quem foge é o diabo, não o crente. Temos visto crentes fugindo de medo do diabo e de pessoas possuídas por demônios, porque não conhecem sua posição em cristo. Quando exercemos autoridade e resistimos ao Diabo, ele foge. É ele quem deve fugir.
c) Não dando lugar ao diabo – “… nem deis lugar ao diabo” Ef. 4:27 A vitória já está garantida, temos autoridade sobre Satanás, mas precisamos tomar cuidado para não lhe dar lugar. O Diabo é astuto e não vai aparecer diante de nós como um bicho feito. Ao contrário, a Bíblia diz que ele se transforma em anjo de luz para nos enganar. E o faz com muita sutileza, às vezes trazendo um mau pensamento, desviando-nos dos propósitos de deus; outras vezes, provocando divisões, contendas etc.; assim, devemos tomar cuidado e não dar lugar ao pecado às contendas e divisões na igreja, para que ele não obtenha vantagem nessa batalha.
Conclusão
Resumindo, esta deve ser então nossa estratégia: derrubar as portas do inferno e entrar lá , amarrar Satanás, tirar as vidas de seu domínio e transportá-las para o reino de Cristo e treinar essas vidas para que também se tornem soldados na batalha contra o inimigo.
A vitória já está garantida, pois a Bíblia diz que Jesus se manifestou para destruir as obras do Diabo ( I João 4:8). Além disso, quando a última pessoa sobre a face da terra ouvir a mensagem do evangelho, Jesus cristo voltará com poder e grande glória Mt. 24:14. Então veremos a derrota final do inimigo Ap. 20:7-10.
Um dia desses, eu estava meditando sobre a batalha espiritual e sobre a situação de muitas igrejas hoje, e Deus me trouxe à mente a idéia do campo de batalha, onde o inimigo está atacando com todas as suas forças e muitos soldados de Cristo estão envolvidos em tantas coisas e atividades que pouco ou nada fazem para contribuir para a vitória na batalha. Não podemos nos esquecer da exortação que Paulo faz em II Tm 2:4 “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócio desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou”.
batalha satanás
(C) 2002 Ministério de Missões – PIBCGMS

6 comentários sobre “BATALHA ESPIRITUAL

  1. Diego Pereira disse:

    Amados, a paz do nosso Senhor Jesus. A batalha espiritual é algo que realmente vivenciamos, seja no trabalho, em casa ou até mesmo na igreja somos tentados a negar nossa fé, porem o que nos alegra é que em meio a tudo isso NÃO ESTAMOS SÓ. Deus nos escolheu não porque somos bonitos ou feio, mas sim proque ele nos encheria do seu espirito, somos a marca da promessa de Deus. Vamos lutar, seguir em frente pois Deus tem um galardão para cada um de nós mesmo que as vezes tenhamos medo como Elias teve num momento, onde estivermos e independente de como estivermos não estamos só, somos amados de Deus.
    Que esse grande Deus abencoe a todos.

  2. elba disse:

    Irmão, como gostei estas palavras, para mim foi de grande ensino.
    Que o Senhor continue te protejendo, e te fazendo mais que vencedor.

  3. Ivone Rossanezi disse:

    Gostaria de saber como faço para salvar essa matéria em word, pois quero tê-la para estudar melhor.

  4. Concordo a 100% com este artigo aqui publicado, o diabo e seus demónios é real, existe e não pára de fazer mal ao ser humano.

    Mas ele tem medo dos crentes firmes em Jesus Cristo e não suporta ouvir clamar pelo sangue de Jesus.

    Eu tenho visto vários vídeos onde se expulsam demónios que estão na vida do ser humano para o escravizar.

    Obrigado por este post tão esclarecedor, Deus Abençoe grandemente, com todas as Bençãos celestiais.

    Deste meu Portugal, vos saúdo com a Bendita Paz do Senhor.

    kinagomes

    • clezius disse:

      obrigadom meu nome é clezio de souza cesario e desculpe me a demora em responder mas é porque agora não estou mais na Obra de Restauração. mas continuo apoiando a obra de Deus , e é maravilhoso saber que esses artigos estão servindo de consolo e de alerta para nosso povo. Quero um ida e ter con voces ai nesse País

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s