Palavra Que Transforma – Atribulado, mas não angustiado!

10071082a1

sergio Pastor Sérgio Fernandes

2 Coríntios 4:8 – ¶ Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.

Eu sei que este devocional alcançará diversos líderes cristãos, e gostaria muito de poder lhes transmitir uma palavra de incentivo. Eu, como pastor de rebanho, sei o que é sofrer com a obra. Estamos passando uma turbulência na congregação que pastoreio, que me motivou a ir um pouco além na minha consagração espiritual, e depois de cinco semanas de lágrimas, pude ver a boa mão do Senhor nos abençoando e resolvendo aquilo que nos atribulava.

Por isso querido, você pode hoje estar totalmente atribulado por conta da obra do Senhor. Os jovens não querem mais ir a igreja; seus adolescentes desanimaram; olha, não desista, Deus conta com você! Você pode orar ao Senhor e ver a Sua boa mão lhe ajudando a prosseguir. Deus transformará sua angústia em perseverança!

Quando você perceber que a perplexidade chegou, e que sua vida está tomada de perguntas sem respostas, pare um pouco e peça a ajuda de Deus! Ele não permitirá que você fique desanimado. Mande o desânimo embora em nome de Jesus! Você ainda verá a benção do Pai fazendo prosperar o trabalho das Suas mãos!

Deus te abençoe!

Palavra Que Transforma – Eu sou um vaso de barro…

cst1p13Eu sou um vaso de barro… | Pastor Sérgio Fernandes

2 Coríntios 4:7 – Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.

Quando vejo os evangelistas televisivos pregarem suas mensagens de auto-ajuda, meu coração sangra de tristeza. De fato, alguns deles até tentam expor com clareza o evangelho de Cristo, mas a grande maioria se preocupa apenas em emocionar as pessoas, prometendo coisas que o evangelho nunca prometeu a ninguém. Eu não preciso de Deus para enriquecer, para ser próspero, para ter uma boa posição na empresa onde trabalho. Para isto, basta meu esforço pessoal e dedicação. Eu preciso de Deus, sim, para a salvação da minha alma, para que com a graça dEle eu possa me salvar desta geração perversa, para minha santificação.

O que me incomoda nestas pregações atuais é a tentativa de fazer de nós, cristãos, “super-homens” e “mulheres-maravilha”. Vamos lá, “profetize”, “declare”, “decrete”, “você é”, “você faz”, “você acontece”, bla, bla, bla, bla, bla, bla, bla. Os pregadores querem nos fazer super-heróis. E Deus se contentou em nos fazer “vasos de barro”.

Você é de barro querido! Frágil, dependente da graça de Deus, vazio por dentro, para que a presença de Cristo preencha seu ser. Você não tem super poderes! Mas tem um Deus Todo Poderoso que prometeu estar ao seu lado! Quando alguém tentar te convencer a não ser humano, lembre-se que até mesmo Deus, em Cristo, entendeu que ser apenas “um ser humano” poderia trazer glória e salvação.

Na dúvida, encoste sua capa e volte a ser você mesmo.

Deus usa vasos de barro, e não super-heróis.

Sucesso!

Gotas Bíblicas – Que Marche! | Pr. Olavo Feijó

mar-vermelho4efeito_mar_vermelho4<

cst2p16 Pr. Olavo Feijó

Êxodo 14:15 – ¶ Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.

img “https://obrarestauracao.files.wordpress.com/2009/03/efeito_mar_vermelho2.jpg&#8221; alt=”efeito_mar_vermelho2″ title=”efeito_mar_vermelho2″ width=”250″ height=”170″ class=”alignleft size-full wp-image-1053″ /> Olhando para trás, a aproximação dos soldados egípcios, prontos para exterminar os antigos escravos israelitas. Olhando para frente, as águas do Mar Vermelho. Apavorados, os judeus clamaram o Senhor, pedindo uma saída para aquela tragédia. A resposta divina foi seca, incompreensível, mas muito clara: “Diga ao povo de Israel que marche” (Êxodo 14:15).

As maldades que nos ameaçam, realisticamente, são hoje tão ruins, quanto tem sido no passado. O mundo continua odiando a Cristo e odiando os cristãos. E, quando olhamos para frente, as perspectivas não são claras, nem boas.

Hoje, como no passado, a ordem do Senhor para nós é: “Que marche!”. A estratégia do Senhor nos parece esquisita: será que Ele é o único que não sabe da existência do Mar Vermelho na nossa frente? Sim, Ele sabe. Ele sabe como criar mares e como usar mares para o nosso livramento. Mas Ele somente abre caminhos no mar à nossa frente, quando aceitamos a ordem de marchar. De continuar para a frente, não importa quão vermelho seja o mar. “Que marche!”.

img src=”https://obrarestauracao.files.wordpress.com/2009/03/mar-vermelho1.jpg?w=300&#8243; alt=”mar-vermelho1″ title=”mar-vermelho1″ width=”300″ height=”223″ class=”aligncenter size-medium wp-image-1057″ /><

O SÉTIMO REI E A REVELAÇÂO DO INÍQUO

VATICANO

VATICANO

“Transportou-me o anjo, em espírito, a um deserto e vi uma mulher montada numa besta escarlate, besta repleta de nomes de blasfêmia, com sete cabeças e dez chifres. Achava-se a mulher vestida de púrpura e de escarlata, adornada de ouro, de pedras preciosas e de pérolas, tendo na mão um cálice de ouro transbordante de abominações e com as imundícias da sua prostituição. Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA”. (Ap 17.3,5).

Assista a um pequeno módulo grátis: clique aqui.

“O anjo, porém, me disse: Por que te admiraste? Dir-te-ei o mistério da mulher e da besta que tem as sete cabeças e os dez chifres e que leva a mulher: a besta que viste, era e não é, está para emergir do abismo e caminha para a perdição”. Aqui está o sentido, que tem sabedoria: as sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está sentada. “E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição”. (Ap 17.7,11).

Aqui está o sentido, “As sete cabeças são sete montes nos quais a mulher está sentada”. Roma é conhecida como a cidade dos sete montes, ou sete colinas, continuando…”dos quais caíram cinco, um existe, e o outro ainda não chegou; e, quando chegar, tem de durar pouco…”

As sete cabeças são também sete reais. A cabeça é o que comanda o corpo. O cabeça visível da igreja católica é o papa. Então, as sete cabeças são sete papas. Mas o anjo disse que as cabeças são “reis”. Elas representam então papas, que são também reis. Os papas sempre foram lideres e governadores da igreja Católica; mas nem sempre foram reis. Uma pessoa, para ser um rei, deve governar um país. Se alguém governa uma província ou um estado, é um governador, mas não um rei. A igreja Católica era apenas uma denominação religiosa desde sua fundação, até 1929. Neste ano, o ditador Italiano Benito Mussolini deu para o papa Pio XI hectares de terra, os quais foi fundado o Estado do Vaticano, um país independente e monárquico, cujo rei era o papa.

Pio XI, que era o papa quando esta mudança tomou lugar, tonou-se o primeiro papa “rei”. O anjo, explicando sobre os reis, disse que “cinco caíram, e um existe” Ele leva João para o tempo do sexto rei, o que nos mostra que a profecia seria entendida quando o sexto rei estivesse no trono do papado. A partir de Pio XI, o primeiro rei, os papas “reis” que se seguiram foram:

2 – Pio XII;

3 – João XXIII;

4 – Paulo VI;

5 – João Paulo I;

6 – João Paulo II.

João Paulo II foi o sexto rei, aquele descrito pelo anjo através das palavras: “um é”. Ele estava no poder no tempo apontado por João na visão. Centenas de pesoas nos Estados Unidos, Brasil, Argentina, e provavelmente em outros lugares, entenderam o que foi explicado até aqui nos anos noventa, quando João Paulo II estava no trono do Vaticano, cumprindo a profecia. “O outro ainda não chegou”. De acordo com a profecia, após a morte de João Paulo II, haveria outro papa “rei”, que, “quando vier, tem de durar pouco tempo”. O cardeal Josef Ratzinger, um homem de idade avançada que não pode se manter no trono do papado por muitos anos como o fez João Paulo II, foi eleito, tornando-se Bento XVI, o sétimo rei, cumprindo a profecia. Os próprios jornais confirmam que os próprios cardeais católicos esperam que ele irá reinar apenas pouco tempo.

“São Paulo (Folhapress) – O favoritismo de Ratzinger, além do apelo conservador, se dá pela idade avançada e pela experiência: aos 77 anos, dificilmente o cardeal alemão exerceria um papado extenso.

“E a besta, que era e não é, também é ele, o oitavo rei, e procede dos sete, e caminha para a perdição”. (Ap 17,11)

De acordo com a explicação acima, o oitavo rei é a besta. O que isto significa? Quem será o oitavo rei?

Em Apoc. 17:11, está escrito que o oitavo rei é a besta, e é um dos sete reis anteriores. Em Apoc. 13, que apresenta a mesma besta de Apoc. 17, nós lemos as seguintes palavras: a mesma besta que foi vista em Apocalipse 17 é apresentada. A profecia afirma que o mundo se maravilhará quando ver uma das cabeças da besta (um dos papas “reis”), que fora “ferida de morte e esta ferida mortal foi curada”. Sim, o mundo se maravilhará quando ver um papa “ressuscitado dentre os mortos”. A igreja Católica diz que o papa tem as chaves da morte e do inferno, e Satanás irá, aparentemente, “provar” que isto é verdade através deste engano. Esta ressurreição irá maravilhar o mundo ao máximo. Como irá João Paulo II ressuscitar?

A profecia descreve que Satanás irá enganar os que “habitam sobre a terra”. A profecia afirma que Satanás engana os ímpios que habitam sobre a terra, por meio dos milagres que ele tem poder para fazer, e dis para os ímpios para que eles façam uma “imagem à besta”. Qual besta? “Àquela que, ferida à espada, sobreviveu”, o oitavo rei.

Nós já vimos que João Paulo II foi aquele que recebeu esta ferida, no atentado de 1981. Satanás diz para os ímpios que façam uma imagem de João Paulo II. Estaria a profecia referindo-se ao fato de que Satanás estaria dizendo para o povo fazer uma estátua de João Paulo II? Não, nós vemos que não é este o caso, quando lemos o próximo versículo 15: “…e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta”.

Essa série de Filmes e Estudos do Apocalipse é IMPERDÍVEL!

A Bíblia Sagrada

aguadasabedoriaA Bíblia Sagrada
Edição Contemporânea de Almeida
Alfalit Brasil (1996)

A Bíblia

Divisão do Antigo Testamento
O AT está dividido em 39 livros, porém os judeus contavam como se fossem 22 ou 24, e já nos últimos séculos antes de Cristo, dividiam esses 24 livros em três seções (Lc 24:44):
? Lei (Torá, Torah) ? 5 livros (Pentateuco) de Gênesis a Deuteronômio.
? Profetas (Neebim) ? 8 livros
Profetas Antigos – compreende o que chamamos, hoje, Livros Históricos (Josué a Ester).
Profetas: no sentido estrito, excetuando o livro de Daniel (que diziam ser alegórico):
Maiores – Isaías, Jeremias, Ezequiel.
Menores – os doze: de Oséias a Malaquias.
? Escritos Sagrados (Kethubim) ? 11 livros:
Livros Poéticos – Salmos, Jó, Provérbios.
Os Cinco Rolos (Megilloth) – Cântico dos Cânticos, Rute, Lamentações, Eclesiastes, Ester.
Históricos – Daniel, Esdras, Neemias, Crônicas.
06/12/2002
A razão de 24 em vez de 39 livros é porque são considerados um só livro cada grupo, como segue: 1 e 2 Samuel; 1 e 2 Reis; 1 e 2 Crônicas; Esdras e Neemias; e os doze profetas menores. Quando era de 22 livros: Juízes e Rute; e Jeremias e Lamentações eram um só livro.
Os nossos 39 livros estão divididos em 4 classes:
1 ? Lei (5 livros): o Pentateuco ou os cinco primeiros livros, isto é, de Gênesis a Deuteronômio.
2 ? História (12 livros): de Josué a Ester. Divide-se em quatro períodos da história de Israel:
A. Teocracia (Juízes).
B. Monarquia (Saul, Davi, Salomão).
C. Divisão do reino e cativeiro (Judá e Israel).
D. Período pós-cativeiro.
3 ? Poesia (5 livros): de Jó a Cantares.
4 ? Profecia (17 livros): de Isaías a Malaquias, divididos em:
A. Profetas Maiores (Isaías a Daniel).
B. Profetas Menores (Oséias a Malaquias).
Assim, o Antigo Testamento é composto de obras de autores diversos, como Moisés, que foi um príncipe e legislador; Josué, um general; Davi e Salomão, reis e poetas; Isaías, estadista e profeta; Daniel, primeiro-ministro; Zacarias e Jeremias, sacerdotes e profetas; Amós, homem do campo; e de variados assuntos como ?legendas? e poesias heróicas dos tempos primitivos, história da origem do povo israelita e desenvolvimento histórico até a volta do exílio, poemas, obras de moral e ciência, profecias, cânticos de arrependimento e de louvor a Deus, leis civis, religiosas e morais, etc. Isso tudo reunido num só livro, forma uma harmonia perfeita, incompreensível para a mente humana, mas clara para os que têm a mente de Cristo (1Co 2:16).

Novo Testamento (NT) ? O Novo Testamento contém 27 livros, e está dividido em 4 seções:
? Biografia (4 livros): Mateus, Marcos, Lucas, João.
? História (1 livro): Atos dos Apóstolos.
? Doutrina (21 livros): são as 21 cartas (epístolas) de Romanos a Judas:
9 dirigidas à Igreja;
4 dirigidas a indivíduos;
1 dirigida aos hebreus; e
7 são universais (Tiago a Judas).
? Profecia (1 livro): Apocalipse ? Revelação de Jesus Cristo.

IV ? Particularidades da Bíblia

A Bíblia toda (66 livros) teve cerca de 40 escritores, por um período de 16 séculos aproximadamente e que não se conheceram; pertenciam a diversas classes, de continentes diferentes, e, o que é mais importante, nada sabiam sobre o que havia sido já escrito. A perfeita unidade da Bíblia, quando a lemos, inspira-nos a glorificar a Deus, porque em meio a alegrias e tristezas, o produto final apresenta uma só mensagem e uma só salvação ? Jesus.
Inicialmente os escritos da Bíblia não eram divididos em capítulos e versículos; a divisão em capítulos só veio a acontecer no ano 1250 a.D., pelo cardeal Hugo de Sancto Caro, monge dominicano, que dela se serviu para a sua concordância com a Vulgata. ?As aplicações a esta concordância deram-lhe muito valor e estabeleceram a prática de citar os capítulos em vez de referir-se ao livro ou a alguns fatos proeminentes nele contidos?.
Alguns pesquisadores atribuem essa divisão também a Stephen Langton, falecido em 1228. No ano 1551, Robert Stevens fez a divisão em versículos, publicando a primeira Bíblia, assim dividida em 1555.
O Antigo Testamento encerra citando Maldição. O Novo Testamento encerra citando a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Há 8.000 vezes a palavra ?Senhor?.
A volta de Jesus é citada 1.845 vezes.
O Autor da Bíblia é Deus.
O Intérprete da Bíblia é o Espírito Santo.
o assunto central da Bíblia é Jesus Cristo.
A Bíblia é o livro mais editado no mundo.
A Bíblia é o livro mais lido no mundo.
Não existem duas Bíblias: ela é uma só.

Frutos do Espírito:
Amor, Gozo, Paz, Longanimidade, Benignidade, Bondade, Fidelidade, Mansidão, Domínio Próprio.

Sugestão de alguns livros para se estudar a Bíblia:
Versão atualizada da Bíblia
Versões em vernáculo, para estudo comparativo
Concordância e atlas bíblicos
Manual de síntese bíblica ou chave bíblica
Dicionário bíblico
Dicionário da Língua Portuguesa
Manual de doutrinas fundamentais (Teologia Sistemática)
Comentários gerais sobre a Bíblia

07/12/2002
?Senhor, reconheço que sou pecador, mas creio que Jesus Cristo morreu por todos os meus pecados na cruz e ressuscitou. Sei que não posso ganhar a salvação por minhas boas obras, mas eu te aceito como meu único e suficiente salvador. E com sinceridade recebo pela fé o presente da vida eterna?.
Em nome de Jesus, te agradeço,
Obrigado,
Amém.

Transcrito em maio de 2005.
Digitado em 13 de julho de 2007.
Revisado em 15 de setembro de 2007.
por: Paulo Lyra de Carvalho Junior
lyracarvalho@hotmail.com

Palavra Que Transforma

cst1p12Passado, presente e futuro… | Pastor Sérgio Fernandes

2 Coríntios 1:10 – O qual nos livrou de tão grande morte, e livra; em quem esperamos que também nos livrará ainda,

Paulo segue neste versículo contando a enorme aflição que lhe sobreveio na Ásia. Segundo ele afirma, ele chegou a temer pela própria vida (vv.9), mas Deus interveio em seu favor, promovendo um livramento sem precedentes. Quando o apóstolo vai mencionar este episódio, aqui no versículo dez, ele demonstra sua experiência passada, sua vivência presente e sua esperança futura no poder libertador do Senhor.

Ele afirma que Deus o livrou de tão grande morte! Você pode olhar para o passado e ver diversos livramentos que já recebeu. Entre eles, o maior, o livramento da condenação do inferno quando se converteu a Jesus Cristo, o recebendo como Salvador!

Diariamente, o Pai também tem lhe livrado. E muitos livramentos nós nem percebemos. Mas, enquanto não se cumprem seus dias, você será constantemente guardado pelo poder de Deus, para que viva em santificação e novidade de vida!

E Paulo declara a sua esperança, dizendo que Deus ainda o livrará. Unindo a bagagem do passado com a certeza presente, ele é capaz de ver que o poder de Deus jamais mudará! Ele podia confiar que dentro do projeto soberano do Senhor, algo só lhe aconteceria por permissão de Deus; e ainda que acontecesse, isso contribuiria de algum modo para o seu bem (Rm 8.28).

Passado, presente e futuro. Toda sua vida está nas mãos do Senhor!

Deus te abençoe!